Fotobia: sintoma que pode indicar uma série de problemas oculares

A fotofobia ocorre quando o paciente sente uma forte sensibilidade à luz. Pessoas que sofrem com essa condição possuem uma certa dificuldade em estar em ambientes claros demais. A complicação é capaz de irritar os olhos e provocar lacrimejamento ou intensas dores na região ocular.

Porém, é valido ressaltar que esse sintoma não é considerado uma doença e pode estar presente em pessoas normais. No entanto, esse sintoma pode ser uma consequência de outros problemas oculares. Neste artigo, você conhecerá as principais doenças relacionadas à fotofobia.

O que causa a fotofobia?

A fotofobia está associada à uma serie de condições oculares diferente. Dessa forma, o especialista precisa analisar a estrutura ocular do paciente para entender qual a causa direta da sensibilidade à luz. Feito isso, poderão ser encontrados como causa síndrome dos olhos secos, doenças da córnea, uveíte (inflamações oculares), blefarite, conjuntivite, inflamação da íris, astenopia, ceratoconjuntivite, doenças da retina, glaucoma, entre outras.

 

Quando procurar ajuda médica?

Procure ajuda médica assim que perceber irritação e dor nos olhos, visão embaçada, vermelhidão, vista cansada, lacrimejamento excessivo e coceira ao expor seus olhos a ambientes claros demais.

Esses são os principais sinais que indicam que algo está errado. Vale ressaltar, que outras causas além das oculares, podem gerar sensibilidade à luz. A enxaqueca, depressão, lesões intracranianas, meningite são alguns dos exemplos.

Lembre-se de ser o mais claro possível com o especialista Os detalhes são de extrema importância para ajudar o médico a identificar a causa.

Existe tratamento?

O tratamento varia de acordo com a causa. Após diagnosticado a doença que está causando a fotofobia, o oftalmologista ou clínico geral poderá indicar o tratamento adequado para a complicação. Em sua grande maioria, após o diagnóstico correto com o especialista, a sensibilidade diminui consideravelmente.

No entanto, ressaltamos a importância de se ter alguns cuidados no dia–a–dia para evitar a piora da fotofobia. Por exemplo, ao expor seus olhos a ambiente com muita claridade, busque usar óculos com proteção contra os raios ultravioletas. Se possível, evite por um tempo lugares muito iluminados e com alta exposição solar.

Agora que você sabe o que é fotobia não deixe de procurar ajuda médica assim que surgirem os sintomas.