Flashes e Floaters

O que são os floaters?

Eventualmente algumas pessoas queixam-se pequenas manchas ou nuvens que se deslocam em seu campo de visão. Estes são chamados floaters, também conhecidos como “moscas-volantes”. Geralmente são percebidos quando olhamos para uma superfície lisa, como uma parede em branco ou céu azul. Na realidade esses floaters são minúsculos aglomerados de células ou material dentro do vítreo, um gel transparente que preenche o nosso olho.

Embora a sensação é de que estes objetos estão na frente do olho, eles estão na verdade flutuando no seu interior. O que é percebido, na realidade, é a projeção da sua sombra na retina, uma camada de células que reveste a parte de trás do olho, e que capta a luz, transformando-a em visão. Os floaters podem aparecer como diferentes formas, tais como pequenos pontos, círculos, linhas, nuvens ou teias de aranha.

Esses floaters aparecem devido ao processo natural do envelhecimento do olho, a sinérese vítrea, onde esse gel começa contrair e se liquefazer, podendo formar aglomerados ou filamentos dentro do olho. Durante esse processo, vítreo se afasta da retina, causando um descolamento posterior do vítreo. Esta é uma causa comum de moscas-volantes.

O que são os flashes?

Quando o gel vítreo se contrai, ele pode puxar a retina, causando a sensação de luzes piscando ou relâmpago. Estes são chamados de flashes. Você pode já ter experimentado essa mesma sensação, se você já foi atingido no olho e visto “estrelas”. Durante esse processo de descolamento posterior do vítreo, os flashes podem aparecer de vez em quando, durante várias semanas ou meses.